Leucemia

  • Atualmente 0/5 Estrelas.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Leucemia A leucemia é um tipo de câncer que afeta a medula óssea do paciente
Por Vanessa Sardinha dos Santos
PUBLICIDADE

 A leucemia é uma doença grave que compromete as células formadoras do sangue na medula óssea. Ela é caracterizada pela presença de grande quantidade de células jovens anormais nesse local. Essas células são chamadas de blásticas.

→ O que é a medula óssea?

A medula óssea, conhecida por muitas pessoas como tutano, é o local onde as células sanguíneas são formadas. Ela localiza-se na cavidade dos ossos, principalmente do esterno e da bacia, e apresenta-se como um tecido de consistência mole.

Muitas pessoas pensam que medula óssea e medula espinhal são a mesma coisa. Entretanto, enquanto a medula óssea relaciona-se à produção de células sanguíneas, a medula espinhal é uma porção do sistema nervoso central.

→ Como podemos classificar a leucemia?

A leucemia pode ser classificada em dois grandes tipos: mieloide e linfoide. As células mieloides originam as hemácias, alguns tipos de glóbulos brancos (monócitos, neutrófilos, eosinófilos e basófilos) e plaquetas. Já as linfoides dão origem aos linfócitos (um tipo de glóbulo branco).

→ Qual o tipo de leucemia mais frequente?

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), em crianças, o tipo mais comum de leucemia é a linfoide aguda. A mieloide aguda é mais frequente em adultos. A leucemia linfoide aguda destaca-se pelo crescimento exagerado das células imaturas no sangue. Os pacientes com esse tipo de leucemia geralmente apresentam anemia, sangramentos, fadiga, febre e anorexia.

Os pacientes com leucemia mieloide aguda apresentam sintomas semelhantes aos da linfoide aguda, como febre, anemia e fadiga. A diferença é que podem ocorrer sangramentos em maior quantidade que os observados no outro tipo.

→ Qual o tratamento realizado em casos de leucemia?

O tratamento para leucemia depende do estado de saúde do paciente e do tipo de leucemia apresentado. Entre os principais procedimentos, podemos citar:

  • Quimioterapia: o paciente recebe medicamentos que impedem a multiplicação de células doentes;

  • Radioterapia: técnica que utiliza a radiação com a finalidade de destruir ou inibir o crescimento de células anormais;

  • Transplante de medula óssea: são transplantadas células saudáveis da medula óssea, que assumem a produção de células sanguíneas no corpo do paciente. Para a realização desse procedimento, o doador deve ser compatível com o receptor do transplante. Geralmente, o doador é irmão ou irmã do doente, porém, apesar de ser raro, é possível encontrar doadores compatíveis mesmo sem grau de parentesco.


Por Ma. Vanessa dos Santos

Avaliação

-

    Escola Kids