Industrialização

  • Atualmente 5/5 Estrelas.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Industrialização A industrialização é a base econômica da modernidade
PUBLICIDADE

Muitas pessoas acham que, quando se constrói uma fábrica ou indústria em uma determinada localidade, está se industrializando esse lugar. Mas industrialização não é, simplesmente, a construção de uma fábrica aleatoriamente.

Entende-se por industrialização quando um dado local – pode ser um país, uma cidade, um estado ou uma região – passa por um processo em que a sociedade e os modos de produção deixam de ser predominantemente agrários e passam a ser industriais. Dessa forma, a industrialização é o crescimento ou a expressão da atividade industrial.

As indústrias, no modelo capitalista de produção, consolidam a existência de duas classes sociais principais: os trabalhadores – ou proletariados – e os patrões – ou burgueses. Os segundos são os donos dos meios de produção, isto é, são eles quem fazem os investimentos e são donos dos instrumentos de trabalho e das mercadorias produzidas.

O processo de transformação industrial de uma sociedade é considerado o próprio símbolo da modernidade, pois promove a expansão das cidades, a formação de grandes centros comerciais e proporciona o crescimento da economia, além de gerar mais empregos e, consequentemente, aumentar o número de consumidores. A formação de indústrias provoca, portanto, grandes transformações no espaço geográfico.

O primeiro local do mundo que passou pelo processo de industrialização foi a Europa, com destaque para a Inglaterra. Esse país, com base nas riquezas que acumulou a partir de sua expansão imperialista, conseguiu, no século XVIII, realizar a chamada Revolução Industrial, com a invenção de máquinas capazes de auxiliar ou até substituir o homem nos sistemas de fabricação de mercadorias.

No Brasil, esse processo aconteceu muito tempo depois, em razão da elevada dependência econômica que herdamos de nosso passado colonial. Dessa forma, o Brasil somente passou a se industrializar a partir da década de 1930, na chamada Era Vargas. Porém, esse processo só se intensificou a partir da década de 1950 em diante.

Atualmente, as indústrias se modernizaram, fugindo daquela antiga imagem de fábrica com chaminés. Muitas delas funcionam em escritórios e, às vezes, nem produzem materiais concretos, como as empresas de programas de computadores. Além disso, as relações de trabalho também se transformam, muitos trabalhadores realizam o serviço em casa, em seus computadores pessoais, comunicando-se com os seus patrões apenas pela internet.

Algumas pessoas trabalham em casa utilizando os seus computadores
Algumas pessoas trabalham em casa utilizando os seus computadores

Outra característica das indústrias atualmente é a existência das chamadas multinacionais, também conhecidas por transnacionais ou empresas globais. Como o próprio nome sugere, são empresas estrangeiras que se instalam em outros países à procura de trabalhadores com salários mais baixos, matérias-primas mais baratas e maior facilidade para destinar os seus produtos aos consumidores.

Hoje em dia, uma cidade ou região que não possui indústrias é considerada “atrasada”, porque não é capaz de gerar emprego à sua população. Assim, todos os locais se esforçam para atrair indústrias para a sua região, o que torna evidente a importância da industrialização nos dias atuais.


Por Rodolfo Alves Pena
Graduado em Geografia

Avaliação

10.0

    Escola Kids