Existem seres imortais?

  • Atualmente 5/5 Estrelas.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Existem seres imortais? Você sabia que existe uma espécie de água-viva imortal?
Por Vanessa Sardinha dos Santos
PUBLICIDADE

Todos nós sabemos que o ciclo natural da vida inclui a morte. Entretanto, quem nunca quis que um ente querido ou animalzinho de estimação vivesse para sempre? Saiba que, apesar de parecer improvável, existe uma espécie de animal considerada biologicamente imortal.

Primeiramente devemos lembrar que a imortalidade pode ser definida de maneira simplificada como a vida eterna. Para nós, humanos, esse conceito não pode ser aplicado à vida física, uma vez que nosso corpo vai sofrendo o processo de deterioração com o tempo e envelhecendo à medida que os anos passam. Esse processo atinge todas as nossas células, tecidos e órgãos, levando-nos, consequentemente, à morte.

Todavia, existe uma espécie de água-viva que não sofre com a ação do tempo e desafia o ciclo natural da vida. A Turritopsis dohrnii apresenta a incrível capacidade de manter-se viva e rejuvenescer quando atinge a maturidade, sendo considerada pelos cientistas como imortal.

Essa importante descoberta foi publicada, em 1996, em um artigo denominado Reversing the Life Cycle: Medusae Transforming into Polyps and Cell Transdifferentiation in Turritopsis nutricula (Cnidaria, Hydrozoa), na revista The Biological Bulletin. A descoberta foi, sem dúvidas, extremamente curiosa e sem precedentes.

Segundo os autores, essa água-viva, quando jovem, é séssil e é encontrada na forma denominada de pólipo. Ao atingir a fase adulta, ela passa para a forma de medusa, que se caracteriza pela capacidade de natação e formato típico de guarda-chuva. Após atingir a fase adulta, a Turritopsis dohrnii consegue voltar à fase jovem, ou seja, de pólipo.

Podemos perceber que, em vez de ser programada para morrer, a água-viva dessa espécie está programada para voltar a ser jovem. Essa capacidade garante que essa espécie esteja sempre viva, uma vez que nunca envelhece. No entanto, devemos salientar que não é somente a capacidade de rejuvenescer que garante a sobrevivência de uma espécie, pois, se essa linda água-viva sofrer um golpe fatal ou for ingerida por outro animal, ela obedecerá ao ciclo da vida e morrerá.

Outro ponto que merece destaque é a capacidade de reprodução dessa espécie, que é aumentada pelo aquecimento global e poluição. Com isso, podemos concluir que o número de indivíduos pode crescer nos próximos anos e, em razão de sua imortalidade, essas águas-vivas podem virar uma “praga” nos oceanos.


Por Ma. Vanessa dos Santos

Avaliação

10.0

    Assuntos Relacionados

    Escola Kids