Eritrócitos

  • Atualmente 5/5 Estrelas.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Eritrócitos Os eritrócitos apresentam coloração vermelha graças à presença de hemoglobina
Por Vanessa Sardinha dos Santos
PUBLICIDADE

O sangue é um tecido muito importante para o organismo humano, pois está relacionado principalmente com o transporte de nutrientes e oxigênio para as células do corpo. Ele é formado basicamente por plasma, uma substância rica em água, e elementos figurados, que incluem os leucócitos, as plaquetas e os eritrócitos.

Os eritrócitos, também chamados de glóbulos vermelhos ou hemácias, possuem grande flexibilidade, formato arredondado e forma de disco bicôncavo, isto é, apresentam centros mais finos e bordas mais espessas. Quando maduras, essas células não possuem núcleo nem algumas organelas, como é o caso das mitocôndrias.

Em virtude da ausência dessas estruturas na maturidade, os eritrócitos sobrevivem por um período limitado de tempo, cerca de 120 dias. Após esse período, são levados até o baço onde ocorre a sua destruição. É importante destacar que os componentes dos eritrócitos são reaproveitados para a formação de novas células.

A principal característica dos eritrócitos é a presença de uma proteína rica em ferro: a hemoglobina. Essa proteína garante o transporte de oxigênio e também faz com que o sangue adquira sua coloração vermelha característica.

Um problema bastante comum relacionado com os eritrócitos é a anemia, que é causada pela diminuição da quantidade de hemoglobina no sangue. Em grande parte dos casos, esse problema ocorre como consequência da destruição de eritrócitos, produção baixa ou, ainda, falta de substâncias necessárias para a síntese de hemoglobina. Vale destacar que a anemia pode ser decorrente de perda de sangue exagerada (hemorragias) ou até mesmo de defeitos na medula óssea.

A forma mais comum de anemia é aquela em que ocorre uma baixa produção de hemoglobina. Esse processo é desencadeado pela falta de ferro na alimentação, uma substância que é fundamental para a produção dessa proteína. Nesses casos, o tratamento indicado é a ingestão de sulfato ferroso e alimentos ricos em ferro.

Na imagem, o primeiro eritrócito assemelha-se àquele apresentado por pessoas com anemia falciforme. O segundo, por sua vez, está em seu formato normal
Na imagem, o primeiro eritrócito assemelha-se àquele apresentado por pessoas com anemia falciforme. O segundo, por sua vez, está em seu formato normal

Uma pessoa anêmica apresenta como principal problema o transporte deficiente de oxigênio para as células. Sem oxigênio, as células não conseguem produzir energia suficiente para que o organismo funcione adequadamente e, portanto, os pacientes passam a apresentar fraqueza, cansaço, falta de ar, pele pálida, entre outros sintomas.

Além do tipo de anemia apresentado, existe ainda a anemia falciforme, uma forma menos comum e hereditária. Nesses casos, o eritrócito, em vez de apresentar formato bicôncavo, possui formato de foice (veja a imagem acima). Essa célula é menos flexível e tem uma vida muito curta, o que desencadeia a anemia. Como é uma doença hereditária, não existe tratamento, apenas alívio dos sintomas.

Curiosidade: A quantidade de eritrócitos no corpo humano varia entre os sexos. A mulher apresenta de 4 a 5 milhões de eritrócitos por milímetros cúbicos, e o homem possui, em média, 4,5 a 6 milhões.


Por Ma. Vanessa dos Santos

Avaliação

10.0

    Escola Kids