Dissertação

  • Atualmente 5/5 Estrelas.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Dissertação A dissertação é um texto cujo objetivo é refletir, informar alguém a respeito de um tema/assunto
Por Luciana Kuchenbecker Araújo
PUBLICIDADE

Do latim dissertatio ou dissertatione, a Dissertação é um tipo de texto em prosa, isto é, desenvolvido a partir de períodos e parágrafos. A base estrutural desse tipo de texto é composta por introdução, desenvolvimento e conclusão e requer do autor sua capacidade de expor, refletir, analisar e interpretar fatos, informações e opiniões a respeito de um assunto.

Existem algumas maneiras de dissertar sobre um tema. Uma forma muito comum é a Dissertação Expositiva, na qual o autor tem o objetivo de informar os leitores a respeito de determinado assunto. Outra forma é a Dissertação Argumentativa, na qual o autor tem o objetivo de informar o leitor a respeito de um tema e convencê-lo, a partir de argumentos consistentes, a acatar o seu ponto de vista a respeito do assunto.

O projeto de texto

Independentemente de qual objetivo o autor pretende alcançar, ele deve desenvolver um projeto de texto anteriormente à escrita. Nesse projeto de texto, o autor deve selecionar, organizar e relacionar informações, fatos, dados, argumentos, relações de causa e consequência e opiniões que considera mais relevantes para abordar o tema e, assim, estruturar seu texto.

Introdução, desenvolvimento e conclusão formam a base estrutural da Dissertação
Introdução, desenvolvimento e conclusão formam a base estrutural da Dissertação

A estruturação dos textos é uma questão bastante relevante em termos de escrita. Isso porque ela contribui significativamente para a progressão e coesão textuais e a produção de sentidos durante a leitura. Vejamos a seguir as funções de cada parte de uma Dissertação:

Partes de uma Dissertação

  • Introdução

No parágrafo introdutório, o autor deve apresentar, de forma clara e objetiva, o tema que será debatido no texto. A apresentação pode ser realizada a partir de uma retomada histórica e/ou por meio de contextualização do tema na atualidade e/ou a partir da retomada histórica seguida da contextualização atual a respeito do tema. Quando a natureza da dissertação é argumentativa, é na introdução que o autor deve expor a sua tese (o seu posicionamento central) a respeito do tema a ser debatido nas partes seguintes do texto.

  • Desenvolvimento

O desenvolvimento pode ter um ou mais de um parágrafo. Nele o autor deve organizar e relacionar as informações, fatos, opiniões, as causas para os problemas apresentados, entre outros fatores, os quais foram previamente selecionadas durante o projeto de texto. Caso seja uma dissertação argumentativa, é no desenvolvimento que o autor manifesta seus pontos de vista para que consiga sustentar a tese levantada ainda na introdução. É importante lembrar que toda a argumentação deve ser inserida pelo autor do texto com vistas a persuadir o leitor. Geralmente é no desenvolvimento que o autor problematiza o tema e aponta suas causas.

  • Conclusão

A conclusão não deve ser compreendida como um resumo do texto. Sua função é essencial para dar ao texto a unidade e progressão necessárias. Na conclusão, geralmente, o autor conclui a problematização do tema refletindo sobre as consequências das causas apontadas no desenvolvimento, comprovando a tese inicial. O autor pode, ainda, sugerir ações que possam contribuir para a melhoria dos problemas relacionados ao tema debatido.

 

Por Ma. Luciana Kuchenbecker Araújo

Avaliação

10.0


    Escola Kids