Atos reflexos

  • Atualmente 0/5 Estrelas.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Atos reflexos O reflexo de levantar a perna após o toque do martelo no joelho é um exemplo de ato reflexo
Por Vanessa Sardinha dos Santos
PUBLICIDADE

Você já reparou que, quando colocamos a mão em uma chapa quente, retiramo-la bem rapidamente, antes mesmo de sentir a dor? Essa nossa reação rápida a um estímulo é denominada de ato reflexo e é uma resposta exclusivamente medular.

→ O que são os atos reflexos?

Os atos reflexos são respostas rápidas e involuntárias, isto é, independentes de nossa vontade, que nosso corpo gera diante de determinados estímulos. Essa resposta é gerada pela própria medula, o que significa dizer que a mensagem gerada pelo estímulo não precisa chegar ao cérebro para que uma resposta seja criada.

Levando em consideração o exemplo citado no início deste texto, a mensagem chegaria até a medula, a qual enviaria uma resposta antes de nosso cérebro processar que estamos passando por uma situação de perigo. A resposta ao estímulo (calor) é tão rápida que tiramos a mão antes mesmo de sentirmos a dor. Essa, portanto, é uma resposta rápida, involuntária e medular.

→ Que estruturas estão envolvidas nos atos reflexos?

De uma maneira resumida, podemos dizer que, para ocorrer o ato reflexo, as seguintes estruturas são necessárias:


Observe as estruturas envolvidas no ato reflexo

  • Receptor;

  • Neurônio sensitivo;

  • Neurônio associativo (que nem sempre está presente na produção de atos reflexos);

  • Neurônio motor;

  • Órgão efetuador.

Esses elementos formam o arco-reflexo, responsável pelo ato reflexo.

→ Como ocorre um ato reflexo?

O ato reflexo, como dito anteriormente, é uma ação totalmente involuntária, que ocorre muito rapidamente e que envolve a medula espinhal. Esse ato é produzido da seguinte forma:

  • Um receptor percebe um estímulo;

  • Um neurônio sensitivo leva uma mensagem sobre esse estímulo até a medula espinal;

  • Caso exista um neurônio associativo, ele transmitirá uma mensagem para o neurônio motor;

  • O neurônio motor, então, levará uma resposta ao órgão efetuador, que pode ser, por exemplo, um músculo.

No caso de tocar uma chapa quente, um receptor em nosso corpo sente o calor. Então, um neurônio sensitivo leva a mensagem sobre esse estímulo (o calor) até a medula, a qual gera uma resposta que é levada pelo neurônio motor até o músculo que nos faz retirar a mão da área quente. Percebemos, portanto, que esses atos reflexos são extremamente importantes para nosso organismo, pois nos garantem proteção rápida e eficaz.

Avaliação

-

    Escola Kids