Mesopotâmia

  • Atualmente 0/5 Estrelas.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Mesopotâmia O estandarte de Ur é um artefato sumério encontrado nas ruínas de Ur que retrata grupos da sociedade suméria
Por Daniel Neves Silva
PUBLICIDADE

A Mesopotâmia era uma região do Oriente Médio localizada entre os rios Tigre e Eufrates e abrigou diversas civilizações da antiguidade oriental. Ela estava inserida em um Crescente Fértil, característica de regiões desérticas banhadas por importantes rios que garantiam a fertilidade do solo. A Mesopotâmia teve como principais povos os sumérios, amoritas, assírios e caldeus.

Povos da Mesopotâmia

A Mesopotâmia é considerada um dos berços da civilização, pois abrigou os primeiros povos da humanidade que se organizaram de maneira sedentarizada. Os primeiros a fixaram-se na região foram os sumérios, por volta de 5000 a.C. Eles foram os responsáveis pela construção das primeiras cidades, como Ur e Eridu.

As cidades sumérias eram consideradas cidades-estado por possuir administração independente uma das outras. Os sumérios também construíram as primeiras barragens, reservatórios e canais de irrigação para conter as cheias dos rios e armazenar e transportar água para regiões distantes.

Para facilitar a contabilidade do comércio e da produção agrícola, os sumérios desenvolveram a primeira forma de escrita da humanidade, conhecida como escrita cuneiforme. Esse tipo de escrita era feito em blocos de argila com o uso de um objetivo pontiagudo, que era chamado de cunha.

Por volta de 2200 a.C., os sumérios foram conquistados pelos acádios que habitavam na região central da Mesopotâmia (os sumérios habitavam ao sul). Com a chegada dos acádios, foi formado o Império Acádio, que teve Sargão I como principal rei. Esse império teve curta duração, pois logo foi destruído com a chegada dos gútios e dos elamitas na Mesopotâmia.

Em 1900 a.C., os amoritas, a partir da cidade da Babilônia, iniciaram a conquista da Mesopotâmia e formaram o Primeiro Império Babilônico. Com o reinado de Hamurábi, esse império transformou Babilônia em um importante centro urbano da época. Foi esse rei que também organizou o famoso Código de Hamurábi.

O Código de Hamurábi agrupava uma série de leis da época baseadas no princípio da Lei de Talião, com o lema “olho por olho, dente por dente”. Esse conjunto de leis estipulava que quem cometesse delitos seria punido de maneira equivalente e proporcional ao dano que havia cometido. O domínio dos amoritas enfraqueceu-se com a morte de Hamurábi e com os ataques que sofreram de cassitas e hititas.

Em 1200 a.C., os assírios conquistaram a Mesopotâmia por meio de seus organizados exércitos, que se profissionalizaram ao longo do segundo milênio a.C. A sociedade assíria era conhecida por ser altamente militarizada, e seus soldados ficaram conhecidos como temíveis guerreiros que usavam de bastante violência contra seus inimigos.

Por fim, o último grande povo mesopotâmico foram os caldeus, que conquistaram os assírios em 612 a.C. A partir do reinado de Nabucodonosor, esse povo formou o Segundo Império Babilônico que, contudo, teve pequena duração. Atribui-se a Nabucodonosor o feito de ter construído os Jardins Suspensos da Babilônia, apesar de haver pouquíssimos indícios que confirmem a existência dessa construção. Os caldeus foram conquistados em 539 a.C. pelos persas, liderados por Ciro II.

Avaliação

-

    Escola Kids